(via planducci)

(via planducci)

Ás vezes é necessário excluir pessoas, apagar lembranças, jogar fora o que machuca, abandonar o que nos faz mal, se libertar de coisas que nos prendem.. Espere sempre o melhor, prepare-se para o pior e aceite o que vier. Ouse, arrisque, não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém precisou de resto para ser feliz. Pedro Bial                          (via odeiorotulos)

(via odeiorotulos)

Sou impulsiva, dramática, exagerada, mas vivo com intensidade. Tenho paixão pelas coisas. E pelas pessoas. Sou movida pelo que sinto, pelo que vem de dentro, pelo meu coração. A razão? Que se exploda! Posso me dar mal, mas prefiro agir com o que vem lá do fundinho. Clarissa Corrêa.   (via inverbos)

(via tr0pical-skulls)

Ela era baixinha, ele grandão. Ela era toda meiga, ele as vezes era um “ogro”. Ela era sensível, ele era durão. Ela era romântica, ele era orgulhoso. Mas um completava o outro, e de qualquer forma eles se amavam de qualquer jeito. Together, remember?  (via odeiorotulos)

(via odeiorotulos)

Ela ria da minha cara e aquilo me deixava arrepiado. A sonoridade da gargalhada me levava à loucura, isso não é normal, pensei comigo mesmo. Ela tinha um sorriso tortinho, meio estranho, mas quando ele aparecia, meu mundo tremia. Seus olhos eram profundos, aquele olhar tinha o poder de me deixar nervoso. A paixão se apoderava de mim e me deixava falando sozinho ”o amor é mesmo uma loucura….” Borbulhar.  (via odeiorotulos)

(via odeiorotulos)

(via enoitecer)